O empate é um bom resultado...

19/03/2015 11:21

 

Aguirre...

    Quando se joga fora pela Libertadores e consegue-se um empate, pode ser um bom resultado. No jogo de hoje, contra o Emelec foi um resultado razoável. Claro que pior teria sido a derrota. Disso eu não tenho a menor dúvida, mas da forma que foi...

    No momento em que mostraram as escalações dos times, percebi um detalhe: teríamos UM TIME, isso mesmo, UM TIME de jogadores de meio-de-campo – seis no Inter e cinco no Emelec. Raciocínio mais do que rápido: vai dar empate, nenhum deles quer perder. 

    No início do jogo, o Inter continha os avanços do Emelec, protegia a defesa com seu meio campo superpovoado. E tudo ia bem...até que...Até que sofremos um gol. Um gol devido a mania dos jogadores em ficar parado, com o braço erguido, pedindo impedimento: sim, a falha foi do zagueiro Juan e não do lateral Leo, como eu mesmo pensei logo depois do gol.

    Fim do primeiro tempo: 1 a 0 contra.

    De repente o time volta mais disposto para a segunda etapa, de repente o treinador – fugindo às suas características pessoais – sacode o vestiário. Não foi o que aconteceu.

     Voltamos, se não iguais, piores.

    Aos 10 minutos, o Emelec tem um jogador expulso para, em seguida, o Inter empatar o jogo.

    Raciocínio rápido: 1 a 1. Um jogador a mais, faltando 30 minutos, dá pra vencer. Mas....

    Ao sair de Porto Alegre, todos, inclusive a imprensa, saíram dizendo que um empate seria um excelente resultado. Este pensamento, entrou no vestiário, chegou ao treinador, contaminou a todos e virou um mantra: “Empate fora é um bom resultado.”

    Não, não esse... Esse poderíamos ter vencido.

    Por que não vencemos? Porque o treinador abriu mão de tentar vencer, ao trocar Alex por Anderson. Ele deveria ter sacado o Nilton para colocar o Anderson. Mas parece que o Nilton, assim como o Fabrício, tem lugar cativo no time. São eles e mais nove.

    Se a substituição tivesse sido a que reportei acima teríamos vencido? Não sei. Poderíamos até perder, mas perderíamos com a intenção de vencer.

    Ao final do jogo, veio o mantra corrigido: “O empate foi um bom resultado” (mas com uma ressalva), “mais pelo desempenho.”

Ufa.

    Pontos positivos do Inter: - a entrega dos jogadores. O goleiro Alisson, passou por ele o empate. Durante todo o jogo, especialmente no fim, salvou o time de uma derrota.

    Sasha – é um caso a parte. 96 minutos de dedição, suor, sague e lágrimas. 98% transpiração e 2% de inspiração. No lance em que sofreu um lance de MMA, uma voadora clássica, ele não estava em impedimento. Erraram juiz e bandeirinha.

    Mas como diz o mantra: “O empate é um bom resultado jogando fora.”

    Pontos Negativos –além de Nilton e Fabrício, claro:

    Aranguiz – tenho a impressão que esse cidadão joga só isso. A bolinha dele é essa ai. Em tempos outros, se fosse substituído, o treinador seria demitido. Hoje, foi o esperado. Tá devendo...e muito.

    Aguirre – pela, digamos, covardia. Por ter sido paralisado pelo medo da derrota.

    Anderson e Rever: quando eles desembarcam? A bola deles é toda essa? Não pode ser...

    Iremos classificar. 

    Mas precisamos melhorar e muito.

 

    P.S.: Abel foi visto em Porto Alegre. Celso Roth também. Só pra informar.

 

Ulisses B. dos Santos

@prof_colorado