Penta Campeão Gaúcho

06/05/2015 11:35

 Mais uma Taça em cima DELES...

    Eu sofro muito com GreNal. Antes e durante. Hoje, no clássico 406, vi um primeiro tempo do Inter que classifiquei como “primoroso”. Todos os jogadores num nível muito alto, desde a zaga, a meia-cancha e os atacantes com destaque para William, Valdívia, Sasha, Nilmar, Dalessandro...

    A final dividiu-se, muito claramente, em dois “mini-jogos”: no primeiro tempo, um “mini-jogo” em que o domínio colorado foi de tal envergadura que se tivesse terminado 4 a 0, não seria nada surpreendente. O Inter com um toque de bola e um domínio do meio de campo que todo colorado sempre quis ver.     Outro aspecto deste time do Inter foi a velocidade do ataque. Se no desenho, que aparece na tela antes do jogo, se vê apenas o Nilmar na frente, no desenvolvimento do jogo temos 3 ou 4 outros atacantes juntando-se ao camisa 7. E ai, meu amigo, isso faz qualquer defesa entrar em curto.

    O segundo tempo, por sua vez, foi tricolor por um detalhe: o Inter abriu mão de atacar, preferindo manter o resultado (2 a 1) que, mesmo perigoso –  qualquer empate e a taça mudaria de destinatário – daria o penta campeonato. Neste segundo tempo, o Grêmio teve a posse de bola e mais volume de jogo. Porém, esse volume de jogo e essa posse de bola não foram transformados em chances de gol. Elas foram raras, muito mérito da capacidade de doação dos jogadores do Inter em marcar, num auxílio importante para o sistema defensivo colorado.

    É muito bom ser campeão. Penta, então? É 5 vezes melhor.

        O destaque negativo fica pela destruição, de quase 200 cadeiras, realizada pela torcida do Grêmio no Beira-Rio. E não venham com o papo de que “não são torcedores do Grêmio”, são sim...só que são também vândalos. Foram, compraram o ingresso, deslocaram-se até o Beira-Rio para isso? Eles não foram cadastrados na aquisição do ingresso?  Na boa, puna-se! Com cobrança dos valores das cadeiras e que sejam excluídos, que fiquem proibidos de frequentar qualquer jogo de futebol por 2 ou 3 anos!!! Se bem que estes mesmos incendiaram banheiros químicos e, na época mesmo com imagens claras de quem fazia o que, a justiça definiu aquilo como “crime de multidão” e ninguém foi punido. Aposto que dirão o mesmo e ficará por isso.

     É a cultura da Impunidade!

        O Grêmio tem jogadores da base que, como o Inter fazia a pouco tempo atrás, só coloca na fogueira, deixando os momentos melhores para um grupo cansado de veteranos. Jogadores como Luan, Wallace, Everton e Mamute, tem o problema da falta de parcerias. Esse volante Wallace não pode se reserva. Porque o Felipão não entrou com Wallace e Mamute? Achava que venceria ao natural? Sou colorado, mas admito que estes jogadores do     Grêmio teriam lugar de destaque em qualquer time do Brasil.

    Outro aspecto positivo foi a torcida mista: ideia que deu certo, muito certo, duas mil pessoas dando exemplo de civilidade. Parabéns a quem teve a ideia e a quem a encampou. É nestes exemplos que se busca derrotar a barbárie.

    Mas, não posso terminar este texto sem, mais uma vez, saudar os atletas do Sport Club Internacional por mais uma conquista e devo lembra-los: Agora, TUDO É LIBERTADORES!

    Quarta já tem de novo e agora são as oitavas de final contra o Galo!

    Vamos lá, Colorado!!!

    Inter 5x Campeão (2011, 2012, 2013, 2014 e 2015)

Saudações coloradas,

Prof. Ulisses - @prof_colorado