Sobre uma atitude estúpida...

18/05/2015 09:34

        

    Sou um amante do esporte de um modo geral. E, claro, gosto muito de futebol. Sou daqueles que gosto de assistir ao bom futebol. Copas do Mundo, Copas Américas, Mundial de Clubes, Libertadores da América, Sulamericana...são alguns dos campeonatos que gosto de assistir. E quando, num destes campeonatos tem um clássico nacional qualquer, então... Bom daí, eu paro o que estou fazendo, ou faço tudo antes, para poder assistir o jogo bem tranquilamente.

    Lembro, até hoje, daqueles dois GreNal que decidiam vaga pra fase de grupos na Sulamericana de 2008. Quando o assunto é GreNal, eu sofro muito antes e durante. Aposto que não tenha torcedor da dupla GreNal que não sonhe com um clássico GreNal numa edição de Libertadores da América. Em fase de mata-mata, então...seria de parar o Estado.

    Quando foram anunciados os jogos, das oitavas de final desta edição da Libertadores, as atenções todos foram para o clássico argentino – que também é chamado de SuperClássico – Boca x River Plate. E, eu não fiquei indiferente, muito pelo contrário. Fiz tudo aquilo que comentei acima: me preparei para o jogo decisivo no mítico estádio de La Bombonera, no não menos mítico Bairro La Boca.

    Toda a América Latina esperava por esse jogo, todos esperávamos que as emoções do SuperClássico fossem dignas de um tango de Gardel. A cidade parou, o país parou. Seriam 90 minutos de emoção, catimba, cera, alguns lances bonitos, outros nem tanto. E, que tivéssemos gols, de preferência muitos gols. Não foi o que aconteceu.

    O que tivemos foi um jogo de 46 minutos. E, uma atitude convarde de um torcedor do Boca contra os atletas do River no túnel de acesso ao campo, no retorno para etapa final. Ficam algumas perguntas:

1-  O que aquele torcedor tem na cabeça?

2-  Ele achava que não aconteceria nada e que o jogo reiniciaria?

3-  Onde estava o policiamento que um jogo com esse, e um público de 50 mil pessoas, exige?

4-  Porque ainda não fizeram um discurso mais enérgico contra esse torcedor do Boca?

5-  Até quando as direções dos clubes – não só argentinos – irão acobertar as Torcidas que, em sua maioria não acrescentam nada ao clube e ao espetáculo?

6-  Porque a Commebol insiste em não ser rigorosa na punição?

Para mim, o Boca deveria ser excluído sumariamente desta edição, interdita-se La Bombonera e fecha-se por 2 anos o estádio e o clube fica excluído de competições da Commebol 2 anos a contar de agora. Isso em nome da seriedade do espetáculo.

Pra encerrar, uma última questão:

1)  Por onde anda e o que deve estar pensando aquele torcedor do Boca que aparece enfiando algo no túnel de acesso do River?

    Como diz aquele canto da torcida do River: Sos Cagón, sos cagón, sos cagón...

 

    Ulisses B. dos Santos - @prof_colorado