Vai haver mudança, e para melhor...

14/06/2017 17:20

 Guto e Melo, só eles podem mudar este quadro de instabilidade...

 

    O Internacional demitiu Antonio Carlos Zago,  buscou junto ao E.C.Bahia Guto Ferreira, treinador que em 2016, enfrentou a serie B com este mesmo Bahia e, conseguiu recuperar tanto o futebol do clube quanto o posto na serie A. Certamente em 2016,  o material humano que tinha nas mãos era infinitamente inferior ao que tem hoje no Inter. Isto posto, o que podemos pensar? Vejo com facilidade, Guto ainda está tentando seguir com a mesma filosofia adotada pelo seu antecessor. Zago usava o 4.2.3.1 com atacantes dos lados, até porque o Inter tem apenas um meia de oficio (agora que está surgindo o menino Juan), e com esta tentativa insana, Zago perdeu Gauchão, não deu padrão de jogo ao time a ponto de ser demitido com 5 meses e meio de trabalho.

    Até entendo que Guto Ferreira, por estar em inicio de trabalho, precisa mudar pouco para não causar um impacto imediato, porém espero que esta pratica que levou Zago a demissão, tenha acabado neste empate contra o América.

    O Inter está desequilibrado como time e grupo. Não é porque contratou vários atacantes que precisa utilizar o máximo deles. Não é porque estamos na serie B, que podemos jogar com três atacantes e apenas um volante com característica de marcação e proteção, pelo contrário, temos uma zaga composta por jogadores medianos, e desprotegidos, ficam ainda piores,  não falo somente da dupla de zaga, nossos laterais por vezes,  tem posicionamento defensivo equivocado, sobem pela beirada e voltam por dentro, marcando espaço e não quem vem de frente e usa a lateral para progredir. Os "meias" colocados na linha de três pelos lados, tem sido jogadores de ataque, eles precisam cumprir tarefas defensivas em tempo integral, nota-se que até certa altura, conseguem, depois vão se perdendo e os adversários sentem onde sobram espaços e os usam. Não se pode praticar este esquema com jogadores que temos, o correto seria utilizar um esquema tático que propiciasse ao jogador mais talentoso do grupo usar suas qualidades da melhor forma possível, não um esquema que faça com que a nossa expressão técnica  tenha que ficar correndo feito um louco, praticamente de área a área na maioria dos jogos.

    Urge a mudança de esquema, chega deste 4.2.3.1 ou 4.3.3. Também não é possível admitir que  um volante  buscado da Europa para suprir a carência da posição, seja improvisado na lateral direita, tendo no grupo, três laterais de oficio, mais um que vem bem no sub-23. Clube da grandeza do Internacional, só tem que apelar para o improviso em casos extremos.

    Se pudesse pedir algo a Guto Ferreira seria o seguinte: Simplifique, jogue no 4.4.2 e sempre escale os melhores, os melhores.

    Se pudesse dizer algo a Roberto Melo, seria o seguinte: Infelizmente, esta não é a hora de pensar em dinheiro, é imperiosa a contratação de um Zagueiro TITULAR para fazer parceria com Cuesta e para fechar a zaga quando este não estiver.

    Não estou entre aqueles que já criticam o trabalho de Guto, até porque ele precisa de mais tempo, só o que faço aqui é alertar, use o tempo Guto, mas para por em prática suas ideias, não para manter as mesmas que levaram Zago a demissão.

    Por fim, o julgamento no STJD que colocou uma pedra definitiva no caso "Vitor Ramos" ,deixou claro que no Brasil, os poderes constituídos se unem quando precisam de auto proteção,  e quando querem  intimidar aqueles que dele precisam. CBF e STJD estiveram de mãos dadas neste pleito, o Internacional, filiado da entidade, não passou de um relis réu que aos olhos dos mesmos, cometeu um crime lesa pátria sem ter sido provado que cometeu, entrou como usuário de documentos falsos e saiu como imprudente ao uso de tais documentos, mas o prejuízo da exposição da marca do clube filiado, nunca foi levado em conta, ficou a primeira impressão lamentavelmente.

    Menos mal que esta história acabou, mesmo que o resultado tenha sido parecido com o de 2005 (lá também tivemos que calar tendo razão), o prejuízo foi mínimo perto do preconizado e sonhado por muitos que era a exclusão do campeonato brasileiro da serie B, por enquanto, aqui no RS só há um clube que provou da exclusão, e este clube não é o S.C.Internacional.

 

Vilmar Silva

@vilmar100