Clima de Libertadores! Como?

09/07/2015 09:45

 

 

 

    Ando muito preocupado. E não é de hoje. Tenho visto, até onde posso ou aguento, os jogos do Inter e tinha o hábito de escrever para as colunas apenas depois dos jogos. Acredito que este seja o segundo artigo que escrevo DURANTE o jogo. Porque? A resposta é simples: Larguei. Do jeito que tá, não dá.

    Podem me chamar do que quiserem. É como eu tuitei faz uns dias “Se eu não puder criticar meu time nas derrotas, vou criticar quando?”

    Desde o último jogo do Inter pela Libertadores, os jogadores vem se desmanchando e com isso, o tal rodízio do Aguirre desmoronou. Se, na Libertadores, tínhamos esquema, tínhamos um time com vontade, o que vemos nos jogos do Brasileirão é um time sem vontade, que erra passes em profusão e se deixa dominar pelo adversário, qualquer que seja ele.

    O time não se impõe contra nenhum adversário. Enquanto escrevo, estamos sendo derrotados pelo Flamengo, em pleno Beira-Rio e, pasmem, agora aos 35 minutos foi nosso TERCEIRO chute ao gol do Flamengo, sem perigo é verdade, mas APENAS o terceiro chute. Para um time que não só quer, como PRECISA vencer...nem se comenta o nível desta produção. Digamos que o nível esteja no “volume morto.”

    Sinceramente, não vejo como pode este mesmo grupo de jogadores “mudar a chave” na quarta-feira que vem contra o Tigres. Estou com medo, muito medo. Agora se, “mudarem a chave”, deverão se explicar para a torcida.

    Atualmente, tenho medo até do próximo grenal. Seja onde for.

    Se o Celso Roth estivesse em casa, eu não ficaria surpreso que ele desembarcasse por aqui. Mas, como ele está empregado é possível que, na impossibilidade de outro nome, fiquemos com Aguirre.

    Mas o título faz referência ao torneio continental. Sinceramente, como eu tuitei a poucas semanas “Estou pensando no final do ano e estou com medo. Muito medo.”

    O que está havendo com os jogadores do Inter? O que a Direção está esperando ocorrer?

    Na realidade, nem estou ligando para a Libertadores. Não estou com o menor clima para a semi-final. Estou preocupado e muito com o final de 2015 e, consequentemente, com 2016.

Nossa campanha no Brasileirão é uma piada. De mal gosto. Alguém ai assiste aos jogos do Brasileirão com ar “blasè”, sem se importar? Eu não.

    Estou preocupado. E muito.

 

    Um torcedor preocupado com o destino do Inter em 2015.

 

Ulisses B. dos Santos

@prof_colorado