Problema vai além...

20/06/2017 15:47

 Precisamos fortificar nossa categoria de Base...

 

 

    Tenho ouvido e lido na imprensa, tenho igualmente ouvido e lido muitos colorados sobre atual situação do Inter. Atualmente, há dois focos de reclamações bem visíveis, as escalações e a preparação física,  dentro destes dois assuntos, surgem nomes de Marcelo Cirino quando se fala em escalação, e Elio Carravetta quando o assunto é preparação física. Aí fico me perguntando: Será que o problema do Inter é tão somente estas duas figuras?

    Ultimamente, nós que frequentamos as redes sociais, que forma descomprometida, escrevemos como estou fazendo agora, temos adotado um comportamento por vezes desleal em algumas situações, ou então buscado desculpas pequenas para problemas bem mais complexos!

    O problema do S.C.Internacional infelizmente é que seus últimos gestores, deixaram as práticas que alavancaram o clube de lado, passando aos poucos,  adotar a política lucrativa dos anos 90 que nos deixaram por muito tempo sem ganhar sequer  grenal.

    Pra quem não lembra, o Inter dos anos 90 abriu mão da sua base, revelou um ou outro jogador (lembro de Caico e Daniel Franco que vingaram), e a cada 6, 12 meses montava um time, e com isto, muita grana entrava nos bolsos daqueles que por tempo, também controlaram o clube até o inicio dos anos 2000, como fazem estes que ai estão.

    Para montar time vencedor, é preciso tem jogadores de fora, mas se faz necessário tratar bem a base, ter jogadores de casa no time, e isto não contempla deixar jovens valores no banco de pernas-de-pau, ou ter jogadores promissores e não os colocar entre os profissionais por medo deles desbancarem os contratados de fora com comissões generosas.

    Por muito tempo, além de títulos, lotamos nosso caixa com a gurizada da base. Hoje, as vendas de jovens são receitas pequenas se comparadas as de um tempo não tão distante assim. Alisson e Willian foram os últimos, renderam pouco, há Dourado, que se vendermos, iremos sentir, mas e depois? Já se deram conta de que a muito não aparece na base um Taison, um Nilmar, um Daniel Carvalho, um Luis Adriano ou um Pato?

    Talvez se formos buscar respostas para isto, veremos que o problema vai além de Cirino e Carravetta.

    O Inter precisa volta-se para si, lembrar do tempo em que este grupo que hoje comanda, entrou para salvar o clube, não para se salvar, se fizerem isto novamente, logo sairemos deste atoleiro, caso contrário, temo que estejamos caminhando para um processo de Vasquização do nosso clube.

    É dever dos conselheiros, buscar respostas e repassa-las aos torcedores em geral, obviamente que desprovidos de conchavos e rancores políticos, esta é a hora de todos pensarem no clube acima de tudo. Estamos entrando no 7º mês do ano, não há mais tempo a perder, serão 5 meses que definirão um futuro e uma história pra lá de centenária, que não percamos mais tempo, reaver conceitos que deram certo, buscar o que é melhor para o S.C.Internacional, chega de brincar com o que é sério.

    Fica aqui este pequeno desabafo e forma de alerta, espero que sirva para alguma coisa.

 

Vilmar Silva

@vilmar100